Esporte conhecido pela elegância, o hipismo surgiu do costume de nobres europeus, especialmente ingleses, de praticarem a caça à raposa, quando os cavalos precisavam saltar, troncos, riachos, pequenos barrancos e outros obstáculos que os caçadores encontravam pelas florestas. O desenvolvimento da atividade ocorreu no Século XX, com a criação das primeiras pistas com obstáculos exclusivamente para a prática de saltos.

O esporte tem como linha básica para um bom resultado a integração entre o conjunto (cavaleiro/cavalo). E com o passar do tempo o comportamento do cavaleiro foi mudado, buscando facilitar o trabalho do animal.

O hipismo é considerado um esporte completo, porque, além de formar atletas, também forma o caráter. O contato com os animais e a sensibilidade humana faz com que os cavaleiros e as amazonas desenvolvam regras de conduta corretas e uma personalidade forte. A equitação e a lida com os cavalos acentuam qualidades, como a compreensão, a sociabilidade, a coragem e a confiança para vencer os obstáculos. Além disso, a mente sadia e o corpo em forma, através de atividades prazerosas e relaxantes.